Cursos na área da Hotelaria e Turismo »
06/04/2021

Trabalhar como Técnico de Turismo: Ana Catarina Rebelo já terminou o seu estágio

  • O Curso de Técnico de Turismo pode ser feito na modalidade e-learning, totalmente a distância, e dá-lhe ainda a possibilidade de complementar a formação com um Curso Básico de Gestão de Reservas e Emissões no sistema Galileo. 
  • Mais opiniões de formandos na área do Turismo
Imagen Noticia

 

“Não só preparam-nos na formação como também para a vida, que é uma realidade.”

 

Inicialmente, Ana Catarina Rebelo tinha interesse pela área do desporto, mas um amigo que se especializou na Master D deu-lhe boas referências e ficou com vontade de saber mais. Quando veio à Master D Lisboa interessou-se pelo Curso de Técnico de Turismo. No início, Ana Catarina trazia algumas inseguranças que foram desaparecendo à medida que ia avançando no estudo e nas matérias e percebia que era mesmo este o caminho certo. A pertinência das temáticas do curso e por saber que são efetivamente úteis foram cada vez mais despertando o seu interesse.

Mas nem sempre foram tempos fáceis. Houve momentos muito exigentes para a Ana Catarina, mas que foram ultrapassados com a sua perseverança e o apoio da equipa docente que a acompanhava. Os seus grandes apoios foram o seu e-Tutor aos Preparadores que recordavam a Ana Catarina quais eram as suas metas e quais os motivos que a levaram a investir na sua formação. O resultado está à vista: realizada, preparada para o mercado de trabalho, confiante e até já teve oportunidade de fazer o seu estágio.

Conheça melhor Ana Catarina Rebelo na entrevista que deu no Centro Formativo de Lisboa.

 

Apostar numa formação em Turismo

 

A área do Turismo não foi a sua primeira escolha. Porque mudou de ideias?

Na altura, eu era para me formar mesmo em desporto, mas depois eu tive um amigo que esteve cá a tirar o curso. Ele falou-me onde tirava o curso, antes disso o meu namorado também se informou do curso porque ele queria tirar um curso cá. Então vim cá a escola informar-me.

Quando tive a entrevista comecei a ganhar muita ansiedade, mas depois quando comecei a integrar-me mais no curso, comecei a ver que era isto que eu queria. Porque muitas das vezes nós tiramos cursos que englobam matérias que não nos dizem nada e que nós olhamos para aquela matéria e questionamos muitas vezes: “o que que isto vai servir?” E acho que nunca me aconteceu isto durante a formação toda.

 

Considera que os webinars foram importantes na sua formação como Técnico de Turismo?

Os webinars era algo que tinha sempre temas que eu conseguia tirar interesse naquilo. Aprendi assuntos que nós no exterior não temos a oportunidade de aprender e aqui ensinam-nos. Preparam-nos, basicamente, para o mundo exterior. Não só concentrado no curso em que eu estou formada, mas sim para todo o tipo de áreas.

 

Quais forma as suas maiores dificuldades e como conseguiu ultrapassá-las?

Havia fases do curso que eu tive muita dificuldade, principalmente quando eram matérias mais aprofundadas, eu atrapalhava-me muito. Eu chegava a encher a caixa de correio do André (e-Tutor) a fazer perguntas, não a nível de matéria nem a nível de curso, mas sim a nível pessoal. Foi muito difícil interligar os dois. Passei por fases muito más, fases em que a qualquer momento eu queria desistir, mas graças aos Preparadores e também ao meu e-Tutor, sempre me deram forças todos os dias para nunca desistir. Eu cheguei mesmo a vir cá e dizer: “eu não quero continuar”. E isso foi o que me incentivou mais a superar as dificuldades, quer pessoais ou então as dificuldades que eu tinha durante o curso.

 

Recomenda a Master D?

Eu recomendaria sim. Nós aqui temos muito apoio, onde as escolas superiores ou até mesmo escolas, infelizmente não têm. Aqui nós todos os dias temos apoio, todos os dias temos a observação dos nossos Preparadores. Não só preparam-nos na formação como também nos preparam pra vida, que é uma realidade.

 

Veja agora o vídeo da entrevista da Ana Catarina Rebelo no Centro Formativo de Lisboa

 

Onde trabalhar como Técnico de Turismo

 

O Curso de Técnico de Turismo da Master D permite que possa trabalhar num dos setores mais importantes da economia em Portugal. Alguns dos locais a trabalhar podem ser:

  • Agências de viagens.
  • Receção de hotéis.
  • Empresas de rent-a-car.
  • Empresas de reservas.
  • Departamentos comerciais.
  • Empresas com atividades turísticas.

Este curso pode também incluir um Curso Básico de Gestão de Reservas e Emissões no sistema Galileo para complementar ainda mais a sua formação e abrir o leque de oportunidades de emprego.

Invista em si e na sua formação potenciar o seu sucesso profissional.